Alecrim

Alecrim

O Alecrim (Rosmarinus Officinalis) é uma planta originária da Europa, distingue-se por ser um arbusto perene, pode ter até 2m de altura, que pode ser encontrada com alguma facilidade em solos pedregosos. Outra das características do Alecrim (Rosmarinus Officinalis) são as suas folhas lineares, estreitas e opostas, com uma coloração verde na parte superior do limbo e mais esbranquiçada na parte inferior e com pêlos bem finos. O Alecrim (Rosmarinus Officinalis) é uma planta que gera  flores azul-violeta e agrupadas, formando um tipo de cacho.

Nome científico: Rosmarinus Officinalis
Família: LABIATAE

Clima: O Alecrim (Rosmarinus Officinalis) desenvolve-se com facilidade em qualquer tipo de clima, mas preferencialmente nos climas temperados quentes, tendo alguma dificuldade em ser encontrada nos climas muito frios ou com ventos fortes.

Luminosidade: É uma planta que gosta de bastante de sol e luminosidade

Solo: Relativamente aos solos em que melhor se desenvolve, são preferencialmente secos e arenosos, mas bem drenados.

Propagação: O Alecrim (Rosmarinus Officinalis) propaga-se por estacas ou sementes. Deve enterrar as estacas, com cerca de 15cm, num local com bastante luminosidade, mas sem sol directo.

Indicações Terapêuticas

Os rins e vesícula, bem como a pressão arterial beneficiam largamente das propriedades terapêuticas do Alecrim (Rosmarinus Officinalis), que auxilia a boa circulação; alem de ser umas grande ajuda para quem se encontra num estado de depressão, ou com dores reumáticas, também facilita a digestão, menstruação, o Alecrim é anti-séptico, sedativo e fortalece a memória. Há quem recomende bochechos de uma infusão de Alecrim para aliviar aftas, estomatites e gengivites.

Modo de usar

Folhas, por decocção: O Alecrim têm propriedades balsâmicas, alem de regular a secreção biliar, é um estimulante estomacal e é também um bom tónico, alem disso pode ajudar quem padece de dispepsia, debilidade cardíaca, febres tifóides, tosse, gases intestinais, asma, bronquite, coqueluche, pressão alta, problemas no pâncreas, stress e dores de cabeça.

Uso externo por fricção: Bom para a caspa e reduz a queda de cabelo.

Veja também

Etiquetas: , , , ,

4 Responses to “Alecrim”

  1. sandy diz:

    adorei muito

  2. angela diz:

    gostei muito da ki me ajudou a fazer u trabalho xau bjks

  3. Rose diz:

    Estou aflita. Meu alecrim (plantado em vaso) está morrendo.
    Não é falta de água, mas será que pode ser excesso dela?
    Faz mais de um ano que ele está no mesmo lugar, com bastante luminosidade, mas sol direto só fim da tarde. Rego todo fim de tarde, inicio da noite. Uso adubo Osmocote 14-14-14.
    Adoro esse pé de alecrim, ele está secando na terra pras pontas, sendo que ainda existem algumas pontas verdinhas.
    Alguém poderia me ajudar?
    Obrigada!

  4. maria diz:

    me ajudou a fazer meu trabalho adorei

Deixe uma resposta