A história do morango

A história do morango

O morango, tem a sua parte carnuda comestível que é o receptáculo acrescente, sendo os frutos constituídos por pequenos aquénios que se formam sobre aquele. O morangueiro é uma planta perene, que emite estolhos, sobre os quais se formam rosetas de folhas, que enraízam produzindo novas plantas.

Das várias espécies de morangueiro temos o morangueiro selvagem, Fragaría vesca L., que é espontâneo em bosques e prados húmidos de todas as regiões temperadas do hemisfério norte, encontrando-se também nas regiões elevadas da América do Sul; outra espécie, a Fragaría moschata Duchesne, aparece também na Europa e na Sibéria. Apesar de terem sido cultivadas durante séculos, não melhoraram muito quanto ao tamanho e sabor dos seus frutos.

Os morangueiros que conhecemos actualmente, de frutos grandes, Fragaría x ananassa Duchesne, derivam de plantas americanas, a Fragaría virginiana Duchesne, que cresce na vertente atlântica da América do Norte, introduzida na primeira metade do século xvii, e a Fragaría chiloensis Duchesne, da costa pacífica da América, introduzida em 1712 por Frézier, através de hibridação e cruzamento retrógrado. Estas duas espécies, que no seu país de origem tinham estado separadas por cadeias de montanhas, quando se cruzaram, na Europa, produziram plantas que combinavam as características dos dois progenitores.

Hoje em dia podem escalonar-se variedades, de modo a ter morangos durante cinco ou seis meses. Essencialmente são um fruto de mesa, mas também se enlatam, se congelam e se empregam para fazer compotas. Esta cultura tem conhecido um grande desenvolvimento em Portugal, em face das boas condições naturais que aqui se verificam. Pode ser produzido na generalidade das regiões, condicionado pelo tipo de solos, sendo os mais apropriados os de textura ligeira, permeáveis e de consistência média.

As maiores áreas de produção são o Algarve e o Ribatejo, sendo a área nacional de 900 ha, com uma produção de 17 000 t/ano. Chandler, Douglas e Gorella são algumas das cultivares usadas.

Veja também

Etiquetas: , , , , , ,

Deixe uma resposta